Um breve relato

São 4:25 da manhã, você acorda e olha no relógio, se lembra que ainda pode dormir por mais 3h. Se vira cama, vira do outro lado, fica de barriga pra cima, olha para o teto e nada. Isso porque detou-se era quase 1:00, porém se sente como tivesse dormido uma eternidade e o corpo pesado. Alguns minutos passam, nada de voltar a dormir. Então se levanta vai à cozinha, toma um copo de àgua, observa por um tempo a janela, como a lua brilha lá fora e as árvores se mexem com o vento, fazendo aquele ruído entre a meia janela aberta. Dirigi-se ao banheiro, ascende a luz e a luminosidade parece atacar os olhos, que imediatamente parecem estar se ditalando. Senta-se na privada e faz um longo e calmo xixi. Enquanto lava as mãos, sente aquela água gelada esfriando a pele, mas em uma sensação de frescor. quando termina, olha-se ao espelo. Começa a notar alguns pêlos da sobrancelha fora do lugar, aquilo já lhe tira o estado de conforto, procura por uma pinça e tira-os. Observando mais um pouco, ve algumas pequeninas manchas vermelhas, como de pequenas espinhas, alguns pelinhos no nariz, a cara de bolacha, o cabelo que está crescendo mostrando-se como é originalmente, as olheiras que estão mais escuras que o normal, pois esqueceu-se de tirar a maquiagem antes de dormir. Tudo parece ter algo de errado, algo que incomoda, algo que não está dentro do padrão da percepção.

One Reply to “Um breve relato”

  1. InfanteEwig says: Reply

    Se incomode com tudo, só não entre em estado de aceitação infinito, de comodidade.

Leave a Reply